Perfil
A Casa da Suíça oferece não somente especialidades da culinária suíça, incluindo os famosos Fondues, como as boas opções da comida Internacional, com forte influência da gastronomia dos seus vizinhos: Itália, França, Alemanha e Áustria...

Uma dessas opções, é sem dúvida alguma a grande estrela da casa: os Flambados – que podem ser pratos principais e/ou sobremesas. Pratos preparados à mesa, com total maestria, pelo próprio Chef Volkmar ou um de seus dois fieis escudeiros, Aluízio e Arnaldo. Uma verdadeira coreografia perfeita onde ingredientes e temperos são misturados na medida certa, finalizados com a frigideira em labaredas, melhor dizendo, onde a iguaria é flambada! Enquanto o prato está sendo preparado à frente do cliente, o mesmo pode interagir com o Chef à sua frente, perguntando detalhes e segredos do preparo ou se divertir com uma conversa bem humorada e simpatica. O Cliente é literalmente envolvido pela magia do preparo de sua refeição, despertando alguns dos seus sentidos... com os aromas no ar, a visualização do preparo e finalização do seu prato e finalmente o prazer de saborear tal especialidade.
Histórico
A Casa da Suíça é muito mais que um simples Restaurante. É a casa de muitas pessoas!

Podemos dizer que a história da Casa se confunde com a de muitos cariocas...

De famílias que em nossas mesas se reunem geração após geração, pessoas que aqui se enamoraram sob a romântica luz âmbar, de agradáveis noites entre amigos , de negócios que aqui se viabilizam, de gente de todas as idades e de todos os gostos e cantos...
Enfim, histórias que aqui começam e que aqui continuam, dia após dia, ano após ano...
Seja você, também, bem-vindo à nossa história...

...Que começa com a instalação de 400 famílias suíças em Nova Friburgo em 1819. Somente, em 1875 foi criada uma entidade para prestar assistência às famílias aqui residentes — a Sociedade Filantrópica Suíça — instalada, inicialmente, no centro do Rio, sendo transferida para uma casa, de estilo europeu, no bairro da Glória em agosto de 1928,ampliando assim as atividades do Cercle Suisse.

Em 1952, num projeto arrojado esse núcleo inicial deu lugar à construção do Edifício Casa da Suíça que ao ser concluído em 1956 abrigou sob o mesmo teto: a Sociedade Filantrópica Suíça, a Embaixada, o Consulado — Geral o Centro Acadêmico, a Câmara de Comércio, o Asilo, a Capela, o Restaurante e o Cercle Suisse.

Com a transferência, anos mais tarde, da Embaixada para Brasília e a redução da colônia as atividades do Cercle foram encerradas, entretanto, o Restaurante manteve seu funcionamento.

Nessa época, o Restaurante que era destinado exclusivamente aos membros do Cercle abriu suas portas à outros clientes, um público que teve a oportunidade de conhecer as delícias da culinária Suíça e Internacional num ambiente único, agradável e aconchegante.
Um verdadeiro pedaço da Europa na Glória, bairro conhecido pelo seu glamour na sociedade carioca que convivia em harmonia com a elite intelectual, artistas e estrangeiros. O Restaurante Casa da Suíça sempre teve o cuidado de contar com grandes Chefs em sua cozinha.
O Chef Volkmar Wendlinger foi convidado à assumir o comando
do Restaurante em outubro de 1977 e se mantém até hoje, após a excelente impressão causada durante o período de 1965 à 1966, quando esteve à frente da cozinha.